FILME PELÉ ETERNO

FILME PELÉ ETERNO
A prova definitiva de quem é o melhor jogador de sempre

domingo, 18 de setembro de 2016

FOTO DO DIA: 1ª CARICATURA DE PELÉ

Esta foi a primeira caricatura de Pelé, feita em 1957 pelo artista Dino
publicada pelo jornal "A Tribuna de Santos", da cidade de Santos.
Note-se o detalhe da fralda ao invés do calção:-)


terça-feira, 13 de setembro de 2016

FOTO DO DIA: Mais uma foto histórica da cerimônia de formatura do Rei Pelé



Para quem não sabe, o Rei Pelé entre 1971 e 1974 cursou a universidade 
e se formou em Professor de Educação Física, como já foi visto AQUI e AQUI.

O recém formado Professor Edson Arantes do Nascimento.
Isto ajuda a explicar porque Pelé não manteve a incrível média de 50 gols por temporada entre 1971 e 1974 :
ele teve que dividir o tempo entre ser pai de família
ser a estrela maior do futebol mundial
e ainda estudar para ser PROFESSOR:-)

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

EM 7 DE SETEMBRO DE 1956, HÁ 60 ANOS ATRÁS, PELÉ MARCOU O 1º GOL DA SUA CARREIRA

Pelé aos 15 anos de idade marcou o 1º gol como jogador profissional. Desenho de MÁRIO ALBERTO.

E lá se vão 60 anos daquele 7 de Setembro de 1956 ( ver AQUI). 

Muito, mas muito antes de o placar de 7 a 1 deixar no brasileiro um sabor de piada amarga, esse mesmo número, essa mesma diferença de gols, essa mesma goleada entrava para a história como o começo de dias de glória para o futebol brasileiro. A partir do momento em que o árbitro Abílio Ramos autorizava, aos 30 minutos do segundo tempo, a entrada de um menino de 15 anos no time do Santos para substituir o craque Del Vecchio, começaria a contagem regressiva para o surgimento de um rei.

Pelé, o 3º da esquerda para a direita na fila de baixo, com 15 anos estreiou no time principal do Santos FC
Saiu Del Vecchio para entrar *Gasolina ( *alcunha de Pelé na época)? A correria vai acabar, Zito! E que rapaz é esse tal de Gasolina? perguntou o meio-campista Schank para o companheiro do Corinthians de Santo André, aliviado pela saída do astro santista, autor de dois gols na parcial vitória por 5 a 0 no amistoso em comemoração ao Dia da Independência.

O que Schank não sabia, o que Zito (do Corinthians de Santo André, não o craque santista) não suspeitava, o que o árbitro Abílio Ramos sequer imaginava, muito menos o goleiro Zaluar e o público presente ao estádio Américo Guazelli, é que aquele tal de Gasolina… magrinho, jeito quietinho, na dele, agitaria aquele jogo, o futebol, o mundo a partir dali. Bastaram seis minutos em campo para o Gasolina, como era mais conhecido e chegou a ser anunciado pelo alto-falante, virar o Pelé. E bastaram seis minutos para Schank se transformar na primeira vítima e personagem de uma das três versões contadas para o primeiro gol dos 1.281 celebrados pelo Rei do Futebol.
O primeiro gol de Pelé tem três versões diferentes contadas por 
Schank, Raimundinho e o goleiro Zaluar.
Schank, vítima do drible

Ao longo de uma carreira marcada pelas três Copas do Mundo conquistadas (1958, 1962 e 1970), o bicampeonato mundial pelo Santos, as duas Libertadores, os inúmeros títulos nacionais e regionais, as incontáveis e insuperáveis jogadas de cinema, Pelé virou mito, e esse primeiro gol entrou para a eternidade. Conta aí a sua versão, Schank:
Schank diz que levou drible (Foto: Arquivo pessoal)

– A bola veio da defesa, uma cabeçada ou um chute forte do Hélvio, zagueiro do Santos. Eu lembro bem porque eu estava marcando o Pelé,. eu era o meio-campista mais recuado. Ele pegou a bola no meio de campo e me driblou como quis. Depois passou pelo Zito, e olha que passar pelo Zito não era nada fácil… Aí veio mais um, o Dati… Ele chegou no Zaluar, o goleiro que tinha entrado e era muito bom, e tocou por baixo das pernas dele. Olhei pra cara do Zito e falei logo: “Aumentou a correria! Que garoto é esse Gasolina?” Nunca poderíamos imaginar que aquele menino se tornaria o Pelé, o cara que um dia ia parar uma guerra na África. Sabe o Robinho quando começou? Era como ele, magrinho, perna fininha, rápido… – deu a sua versão o todo orgulhoso Schank, hoje com 81 anos.


Schank, que ao pendurar as chuteiras virou dirigente e após passou a dar aulas em escolinhas, hoje já tirou o pé do acelerador e vive com mais tranquilidade. Fez questão de dizer: não quer, absolutamente, desmentir as outras versões. Contou o que lembra do lance. A bola teria sobrado para Pelé no meio-campo após uma cabeçada (ou chutão) do defensor Hélvio.


Versão diferente da narrada pelo meia Raimundinho, ( na foto à esquerda com Pelé) do Santos. Ele, por sinal, também entrara no segundo tempo. Raimundinho faleceu em 2007, mas antes, em entrevista ao GloboEsporte.com, ao repórter Adílson Barros, em 2006, contou que o gol surgiu após tabelinha entre ele e Tite, outro atacante santista. Raimundinho tocou para Pelé, que dominou entre os zagueiros e bateu por baixo de Zaluar.

Ele ficou tão emocionado com aquele momento que queria abraçar todo mundo – lembrou à época Raimundinho, considerado o autor do passe decisivo.

Face e corpo de menino, 
Pelé tinha 15 anos quando marcou o primeiro gol pelo Santos FC.
(Foto: Reprodução / twitter)


A terceira versão para o gol de Pelé foi do goleiro Zaluar, na foto abaixo. 
E até ele entrou no segundo tempo, no lugar de Antoninho, que já não era o titular. Falecido em 1995, contou para o site Paixão Canarinha, em 1972, que Pelé recebera passe de Jair Rosa Pinto, famoso craque dos anos 1940 e 1950, ex-Vasco, Flamengo e Palmeiras, e não de Raimundinho. O goleiro afirmou ainda ter gritado para o zagueiro Mário, mas Pelé foi mais rápido, aplicou um chapéu em um dos marcadores e, cara a cara, tocou entre suas pernas.

Eu tinha condições de defender aquela bola. Quando o Jair lançou o rapaz, gritei para fazerem a cobertura. Poderia ter entrado duro mas não tive coragem quando vi as canelas finas do menino. Pelé balançou o corpo para a direita, para a esquerda… Quando percebi, já tinha tocado a bola no meio de minhas pernas – afirmou para o site Paixão Canarinha.

O lance abriu o caminho para a trajetória do Rei e tornou Zaluar conhecido. Depois que encerrou a carreira, ele se tornou fiscal de vendas da Prefeitura de Santo André. E se apresentava com um cartão profissional em que se intitulava o primeiro goleiro a sofrer gol de Pelé. A vibração com o feito o levou a fazer uma camisa com as inscrições “Goleiro Rei Pelé 0001” que usava no time de veteranos do Aramaçan. 

E o grito de independência do primeiro gol de Pelé, ecoando em três versões, chega à sua terceira idade.



Ficha do jogo:

Corinthians de Santo André 1 x 7 Santos
Data: 7 de setembro de 1956
Local: Estádio Américo Guazelli (Santo André-SP)
Juiz: Abílio Ramos
Corinthians F. C. de Santo André: Antoninho (Zaluar), Bugre (Mario) e Chicão (Dati); Mendes, Zito e Tonico; Vilmar, Cica e Teleco (Odilio); Rubens e Doré.
Técnico: Jaú.
Santos: Manga, Hélvio e Ivan (Cássio); Ramiro (Fioti), Urubatão e
Zito (Feijó); Alfredinho, Alvaro (Raimundinho) e Del Vecchio (Pelé);
Jair e Tite.
Técnico: Lula.
Gols: Alfredinho aos 28, Álvaro aos 30, Del Vecchio aos 34 e Alfredinho
aos 41 do 1º T, Del Vecchio aos 15, Pelé aos 36, Wilmar (Corinthians)
aos 41 e Jair aos 44 do 2º T.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Visão periférica, o maior segredo do Rei Pelé:-)


Pelé, Rei do Futebol, considera visão periférica seu maior diferencial no jogo



No primeiro instante, ninguém entendeu aquela jogada. Pelé recebeu a bola na entrada da área italiana e, em vez de driblar o zagueiro e partir para o gol, tocou-a com pouca força para o lado direito, onde não havia nenhum jogador. 

Seria um erro primário cometido pelo rei do futebol? Nada disso. Foi, na verdade, uma jogada genial. Lá de trás, vinha o lateral Carlos Alberto Torres, veloz como um foguete. O passe de Pelé veio na medida exata. 

Resultado: mais uma bola no fundo das redes do goleiro italiano Albertosi. Era o quarto gol da Seleção brasileira, que selaria a conquista do tricampeonato mundial, no dia 21 de junho de 1970, no Estádio Azteca, no México.




Qual a explicação para o passe genial? Como Pelé conseguiu perceber, quase de costas, a aproximação de Carlos Alberto? A resposta não tem nada de sobrenatural. Pelé tinha aquilo que, no meio futebolístico, costuma-se chamar visão periférica, —a capacidade de perceber, num piscar de olhos, tudo o que se passa à sua volta. 



O texto abaixo foi escrito pelo Dr. Túribio Barros em 2015.


O Rei do Futebol completou 75 anos, e merecidamente foi reverenciado por todos nós que tivemos o privilégio de ver, tanto ao vivo como em filmes e documentários, a verdadeira magia de sua relação com a bola.


Comemorações do 4º gol do Brasil na final da Copa do Mundo de 1970,
visto por detrás da baliza do goleiro brasileiro Félix.
É absolutamente desnecessário tecer qualquer comentário enaltecendo o Pelé ou tentando descrever suas qualidades como atleta. Talvez possamos dizer que tudo que poderia ser dito a respeito de Pelé já foi dito por alguém.

Eu tive o verdadeiro privilégio de estar na companhia do rei várias vezes nas últimas décadas, e garanto que em todas elas pude confirmar a verdadeira áurea de simpatia e cordialidade que ele manifesta de maneira absolutamente natural.

Em uma dessas vezes, não consegui evitar fazer uma pergunta que, como profissional da área de esporte, me sentia tentado a ter o atrevimento de elaborar.



O que eu queria saber da sua própria concepção era a respeito do que ele considerava ter sido sua melhor qualidade do ponto de vista físico. Sabemos que o talento ninguém explica, porém sua excepcionalidade como atleta certamente tinha os ingredientes qualificados por indicadores físicos. Imaginei que a resposta fosse à direção de um desses indicadores de aptidão.


A mesma cena vista por detrás da baliza do goleiro italiano.FOTO. GETTY IMAGES
Para minha surpresa Pelé respondeu:

- Eu considero que o que eu tinha a mais que todos os outros atletas com que eu joguei era a “visão periférica”!

Em seguida ele me deu uma verdadeira aula sobre o conceito de campo visual e sua importância para o jogador de futebol. Ele dizia com verdadeiro conhecimento de causa, que sua percepção visual periférica lhe permitia “antever” o que os adversários que o cercavam iriam fazer e consequentemente ele antecipava suas decisões, obviamente com a genialidade que a natureza lhe conferiu.

Aquela resposta, até certo ponto surpreendente, me proporcionou a chance de observar sob esta ótica vários lances das jogadas mais geniais do Pelé, e de fato comprovar o que ele explicou. Como eu esperava ele não me deu uma resposta comum, como nada do que ele fazia no futebol era! 


Pelé e o goleiro Shep Messing no New York Cosmos
Shep Messing, goleiro do New York Cosmos, e companheiro de equipe do Rei por 3 anos, já havia citado que Pelé tinha uma visão periférica de 220º graus (ver  AQUI)

*TURÍBIO BARROS
Mestre e Doutor em Fisiologia do Exercício pela EPM. Foi membro do American College of Sports Medicine, professor e coordenador do Curso de Especialização em Medicina Esportiva da Unifesp e fisiologista do São Paulo FC e coordenador do Departamento de Fisiologia do E.C. Pinheiros www.drturibio.com


Pois é pessoal, além do talento único, Pelé ainda tinha esta "arma secreta",
que ajuda muito a explicar toda a genialidade do Rei do Futebol:-)

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

PARTE 2 - O que eles fazem ou fizeram nos dias de hoje, Pelé já havia feito antes

O que eles fazem ou fizeram nos dias de hoje, 
Pelé já havia feito antes.
O pontapé de bicicleta, uma das marcas registradas do Rei do Futebol.
Desta vez, o mundo ficou maravilhado com a genial assistência de Leonel Messi 
para Luis Suarez no tradicional Troféu Joan Gamper no Camp Nou, 
onde o Barcelona venceu a Sampdória por 3 x 2, no vídeo aqui abaixo.



Alguns jornalistas internacionais estão em dúvida se Messi tinha realmente a intenção de fazer o passe para Suarez ou se ele queria chutar em direção à baliza, mas o que é certo é que, independente da intenção de Messi, a jogada é brilhante.

E alguns meios de comunicação até escreveram e disseram que foi a jogada foi inédita. 
Mas não foi...
Pelé já havia feito na década de 70:-)



O grande problema do jornalismo esportivo dos dias de hoje, 
é que os jornalistas esportivos de hoje não pesquisam nem investigam profundamente, 
para conseguirem ter argumentos e conhecimentos,
e assim serem capazes de fazer comparações...
 ou escrever notícias sem erros ou enganos.


Parte 1 - O que eles fazem ou fizeram nos dia de hoje, Pelé já havia feito antes 

Um agradecimento especial pelo vídeo acima ao canal do Youtube do
Leonardo Guerreiro:-)

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

VÍDEO: 400 gols do REI PELÉ

Foto clássica de Pelé festejando no Estádio do Maracanã
um dos seus 1282 gols.
Aqui estão 400 gols, cerca de 1/3 dos 1282 gols que o Rei marcou em 21 anos de uma carreira brilhante, única e... incomparável, como disse a Rainha Elizabeth II da Inglaterra.
Pelé não teve a sorte dos jogadores de futebol de hoje em dia, que têm as suas carreiras registradas em vídeo desde a infância, praticamente.

Talvez, apenas 500 gols - ou menos - do Rei do Futebol estejam registrados em vídeo, mas pouco a pouco, muitos gols marcados pelo Rei do Futebol vão surgindo na internet, porque quando um dos milhões de fans de Pelé espalhados pelo mundo encontra um gol inédito do Rei, imediatamente coloca na internet, e assim, todos podem comprovar a maioria dos gols - talvez todos - que Pelé que marcou nestes dois vídeos abaixo são completamente limpos, sem trapaça, sem off-side, sem falta e sem polêmica.

E pelo menos metade deles são cheios de arte, magia, emoção e espetáculo.

Estes dois excelentes vídeos foram feitos pelo canal do Youtube 
Pelé Edson Arantes do Nascimento de onde fui "roubá-los" para este post. 

Parabéns e muito obrigado ao canal  Pelé Edson Arantes do Nascimento 
pelo brilhante trabalho na elaboração dos dois vídeos:-)






sábado, 30 de julho de 2016

VÍDEO: 100 gols marcados com o pé esquerdo:-)

Dizem que o melhor pé de Pelé era o pé direito. 
Será???


Como todos sabem, (apesar de alguns dizerem ao contrário mas nunca mostram provas concretas de que há um jogador melhor) Pelé é até a data de hoje 
o jogador de futebol mais completo da história. 

O Rei dominava completamente todos os fundamentos do futebol, 
inclusive podia jogar como goleiro, como o vídeo do canal Bella Kona abaixo mostra.


Do total de 1282 gols que Pelé marcou, apenas 500 - ou menos - estão registrados em vídeo, e ninguém sabe exatamente quantos gols Pelé marcou com o pé esquerdo.
 Ainda assim, 100 gols com o pé esquerdo é uma marca absolutamente impressionante.


Talvez o Rei tenha mais gols marcados com o pé esquerdo do que a maioria dos jogadores canhotos (left-footed players), como por exemplo Roberto Carlos  (142 gols na carreira) , Rivelino ( 257 gols na carreira ), Gareth Bale ( 114 gols na carreira até a data de hoje), ou mesmo Maradona, que marcou 345 gols na carreira.
Isto nunca saberemos, mas que é possível, ninguém pode duvidar;-)



Aqui abaixo, em mais um excelente vídeo feito pelo Bella Kona, existem cerca de 100 gols marcados com o pé esquerdo. Gols para todos os gostos, gols marcados de todas as maneiras possíveis, alguns deles espetaculares e inesquecíveis.
Divirta-se:-)

terça-feira, 26 de julho de 2016

VÍDEO: Pelé recebido na Casa Branca pelo Presidente dos Estados Unidos

Em 28 de junho de 1975, como já foi visto AQUI
o Rei foi recebido na Casa Branca por Gerald Ford, Presidente dos EUA na época.
Aqui abaixo, 2 vídeos desta visita:-)







Em 28 de março de 1977, como também já foi mostrado AQUI
foi a vez de JIMMY CARTER receber o Rei do Futebol na Casa Branca.



No total, o Rei foi recebido na Casa Branca por 4 Presidentes dos Estados Unidos da América.
Os outros dois foram:
 Ronald Reagan (AQUI)


e Richard Nixon ( AQUI )


Até a data de hoje, ainda não encontrei vídeos que mostrem estes encontros 
entre o Rei do Futebol com Reagan ou Nixon.

Uma curiosidade: Desde que Nixon era presidente até os dias de hoje, Pelé só não foi recebido em audiência  por 3 presidentes dos EUA: os dois George Bush, pai e filho, e Obama...
Motivo: por falta de datas nas agendas dos presidentes...e também falta de datas na agenda do Rei:-)

domingo, 17 de julho de 2016

Pelé, o Rei das....canetas, caños, tunnel:-)

Mais um vídeo do excelente BELLA KONA 
sobre a arte do Rei Pelé, 
o jogador mais completo da história do futebol.

Por isto ( e muito mais ) é que 
ele é o Rei do Futebol:-)


 

domingo, 10 de julho de 2016

O Rei disse em 13 de junho de 2016: "Portugal pode vencer a Eurocopa"


O Rei disse em 13 de junho de 2016: 
"Portugal pode vencer a Eurocopa"




Retirado DAQUI



Pelé esteve em Paris no arranque do Europeu, mas antes já tinha falado ao DN sobre as hipóteses da seleção portuguesa. O melhor futebolista do século XX acredita em Portugal e em Ronaldo, "o melhor centroavante da Europa"

Portugal tem adiado a conquista de uma grande competição de seleções. Já esteve perto, com uma final e duas meias-finais em Europeus, e mais duas meias-finais em Mundiais, mas a verdade é que ainda não conseguiu inscrever o seu nome na lista de vencedores de uma grande prova. Mas há quem acredite que "finalmente" Portugal pode chegar ao encontro decisivo e vencê-lo neste Europeu. Falamos de Edson Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente por Pelé e considerado o melhor futebolista do século XX pela FIFA.

Em conversa com o DN, Pelé admite que, apesar dos seus compromissos e de uma agenda muito ocupada, vai estar "muito atento à Eurocopa", terminologia usada pelos brasileiros para o Europeu de futebol. No entanto, e apesar da crença no potencial da equipa das quinas, Pelé deixa um sério aviso sobre a complexidade da prova.

"Estamos a falar de um torneio que, na minha opinião, é muito difícil porque tem grandes equipas e podem sempre surgir surpresas, mas claro... eu, como brasileiro, vou torcer para que Portugal chegue à final de Paris e seja campeão europeu. Não é só torcer, eu acredito
que isso pode acontecer, apesar de não ser fácil. E posso dizer que ficarei muito feliz", referiu Pelé ao DN.

Convidado a referir as seleções que vê como principais favoritas à conquista do Euro, Pelé não menciona na primeira linha de apostas Portugal, mas deixa um voto de esperança para Ronaldo e companhia. "A Alemanha está à frente de todas as seleções, depois vejo França, Espanha, Itália, mas penso que Portugal, como eu desejo, e também a Bélgica podem ter esperanças", disse o antigo campeão mundial pelo Brasil em três ocasiões e autor do impressionante registo de
*762 golos em *825 jogos oficiais.
*O registro oficial do Guiness e da FIFA é de 1283 gols em 1365 jogos, ver AQUI.
Por falar em golos, Pelé dá ênfase a Ronaldo, a quem entregou a Bola de Ouro em 2013. Prefere não fazer comparações com Messi, mas vê o madeirense como "uma grande vantagem" para a seleção nacional. "Não tenho dúvidas nenhumas, nenhumas. O Cristiano Ronaldo é o melhor centroavante [avançado centro] da Europa. E isso é bom para Portugal", diz, antes de alertar para quem possa pensar que basta apenas confiar no melhor marcador de sempre da seleção nacional para que Portugal se possa sagrar campeão europeu. "O Cristiano Ronaldo, como eu disse, é, na minha opinião, o melhor centroavante da Europa, mas nunca poderá ganhar a Eurocopa sozinho. Portugal terá de contar com todos os seus jogadores", referiu.

Confrontado com a época sobrecarregada do capitão da seleção, Pelé descansa os portugueses: "O Cristiano Ronaldo tem 31 anos e tem toda a condição física para jogar. Não poderá é ganhar a Copa sozinho." 


A finalizar, um cumprimento especial: "Através do Diário de Notícias, quero enviar o meu abraço fraterno aos meus irmãos portugueses."

O Rei profetizou:-)


Template - Dicas para Blogs